Elemento de grande importância especialmente para aqueles inseridos no mercado editorial, as feiras de publicações são espaços nos quais um artista, profissional ou editora independente têm oportunidade de colocar seus trabalhos em exposição. É, usualmente, um evento ligado ao empreendedorismo em conjunto com possíveis intervenções artísticas e atividades ligadas ao ramo, que possibilitam um maior contato entre um negócio independente e seu possível público, já que os locais tornam-se grandes centros visitados por consumidores vindos das mais variadas regiões. 

Esse universo amplia o mercado independente, aquele além de grandes livrarias ou outros tipos de estabelecimentos já mais consolidados, gerando uma oportunidade de contato direto entre o profissional independente, sua empresa independente, e quem é interessado pelo trabalho. 

Confira, abaixo, uma seleção com algumas das feiras independentes mais famosas no país:

 

 

Feira Tijuana

Com 10 anos de existência já completos, a Feira Tijuana de publicações independentes foi uma das primeiras do Brasil e acontece em São Paulo, com edições também no Rio de Janeiro, Lima e Buenos Aires. Ela conta com diversas formas de manifestações culturais, sempre com a essência de distribuição e comercialização de gravuras, pôsteres e, principalmente, publicações independentes de editoras de toda a América Latina.

Feira Tinta Fresca

Com enfoque nas artes gráficas e no mercado editorial independente, a Feira Tinta Fresca conta com um diferencial: várias oficinas relacionadas ao universo das publicações e shows que acompanham o momento de divulgação do trabalho, reunindo coletivos artísticos e cerca de sessenta editoras. Com entrada gratuita, o evento acontece em dois dias, geralmente sábado e domingo.

Feira Miolos

Ambientada na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, a Miolos é uma das mais tradicionais feiras de editoras alternativas no país. Cada edição do evento homenageia diferentes escritores por meio de exposições, junto à palestras sobre publicações independentes e momentos de interação com os próprios editores, que cuidam das mesas. Sua última edição contou com cerca de 180 expositores, e a entrada para o público é totalmente gratuita.

Feira SUB

A chamada Feira SUB de arte impressa e publicações independentes contou com a sua quarta edição em 2019, contemplando diversos expositores na Biblioteca Pública Municipal Professor Ernesto Manoel Zink, em Campinas. Englobando editoras, coletivos e artistas de todos os estados, a feira funciona como um espaço apto para a aplicação das estratégias de empreendedorismo desses profissionais independentes. Em conjunto, promove apresentações de diferentes linguagens artísticas, unindo o mercado editorial em diversos formatos de impressão gráfica.

Feira E-cêntrica

Com inscrições abertas para 100 expositores em 2020, a E-cêntrica agrega publicadores de todo o Brasil para exposição de livros especiais, zines e artes gráficas de editoras independentes, coletivos, e selos literários. Além das rodas de conversas e minicursos, a feira já tornou-se tradicional em Goiânia como um meio de apoio à inovação do mercado editorial e às pequenas editoras e profissionais independentes desse mercado.

Feira Casa Plana

A Casa Plana ocorre em São Paulo, no bairro Pinheiros, desde 2018. Além dos novos autores, workshops sobre editoração e escrita também são presentes, agregando um público de múltiplos interesses e tornando o espaço um ponto de encontro entre leitores, artistas e editores independentes.

Deixe um comentário