O mercado editorial é muito amplo. A cada dia aumenta a concorrência entre editoras de grande, médio e pequeno porte com as editoras independentes, que atualmente disputam as prateleiras das livrarias com mais facilidade. Com o mercado criativo cada vez mais amplo e o com a praticidade que o meio digital trouxe para divulgação e prospecção de produtos literários, os autores têm mais opções na hora de publicar um livro. Ou seja, um negócio independente pode ser a melhor opção para quem está ingressando na área.

 

 

Para fazer uma boa escolha na hora de publicar ou comprar uma obra literária, é necessário entender como funciona o ramo. Afinal, o que é uma editora independente e por que é importante comprar livros da própria editora?

Características de uma Editora Independente

Diferentes das editoras tradicionais e de grande porte – que geralmente interferem não só no aspecto do livro e na sua comercialização, mas também no texto do autor – nas editoras independentes o escritor tem mais liberdade criativa na construção do texto, sendo totalmente responsável pelo conteúdo e originalidade. Posteriormente, a editora independente entra na ação como responsável pela revisão, diagramação e impressão do livro, sob um preço justo para ambas as partes. Além disso, geralmente, o mercado criativo das editoras independentes permite uma interação maior entre o autor e a editora.

A parceria entre editora independente e profissional independente tem diversos benefícios, principalmente para quem escreveu a obra literária, pois isso permite ter voz ativa no processo de diagramação e design do livro. Para que um livro venda, não basta ter um bom texto e uma história original, mas também uma boa apresentação. Quando o autor da obra consegue participar do processo criativo, é possível desenvolver uma conexão maior entre imagem e texto, a ideia do autor e o que é vendável.

No momento de fazer a escolha de onde e com quem publicar, é importante observar os trabalhos anteriores feitos pela empresa independente, sua reputação no mercado editorial, como também  sua confiabilidade.

Cadeia produtiva e rede de apoio

No geral, uma editora independente trabalha em conjunto com o autor da obra. Como uma marca positiva de quem atua no empreendedorismo e no mercado independente, o livro é produzido com uma atenção detalhada e personalizado de acordo com o gosto do cliente e do escritor que, além de poder participar ativamente na identidade visual do produto, pode escolher o tamanho em que a obra adequa-se melhor, o tipo de folha, em cores ou em preto branco, número de página, entre outros.

Além do apoio interno e entre editoras, ter o mercado fomentado pelo público leitor é crucial para manter os negócios independentes no mercado editorial. É basicamente o modo como funciona a lei da oferta e da procura. Sendo assim, ao comprar diretamente de uma editora independente, o leitor contribui para a manutenção do empreendedorismo local e para o capital interno, além de incentivar a chegada de novos escritores e de publicações daqueles que já constam no catálogo editorial.

Em 2002, no Brasil, foi fundada a Liga Brasileira de Editoras (LIBRE) como um rede de apoio e networking entre editoras independentes e fortalecimento da bibliodiversidade. A LIBRE trabalha de modo cooperativo com as editoras parceiras em prol do crescimento de seus negócios independentes dentro do mercado editorial. Além disso, promove eventos, encontros e participações em feiras de livros nacionais e internacionais. 

Deixe um comentário